notícias & releases

Cadastro de Reclamações

Empresas de telecomunicações lideram o ranking

Publicado em 15 de março de 2019
A Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, com a participação de 48 Procons municipais, divulga o Ranking Estadual de 2018, que apresenta as empresas e setores mais reclamados. Também são divulgados os índices de soluções, que servem como parâmetro para os consumidores conhecerem os fornecedores mais reclamados e como eles atendem as demandas de seus clientes. Veja aqui o ranking estadual completo.
 
Ranking Estadual contém os 50 fornecedores (empresas ou grupo de empresas) que mais geraram reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que, não solucionadas em um primeiro atendimento, geraram a abertura de processo administrativo.
 
Ao todo foram registrados 741.555 atendimentos entre consultas, orientações, carta de informações preliminares e reclamações. Em 2018 foram concluídas 52.292 reclamações fundamentadas, das quais 48,9% são da Fundação Procon-SP e, 51,1% dos Procons municipais conveniados.
 
Destaques
 
A empresa TIM passou a liderar o Ranking Estadual, com um total de 2.325, dos quais 1.705 foram atendidos e 620 não foram. Em 2017 ela já estava entre as cinco empresas mais reclamadas e, em terceiro entre as empresas de telecomunicações. Em 2018 a TIM apresentou um aumento de 32,2% no número de reclamações registradas onde a maioria das reclamações está relacionada a cobranças consideradas indevidas ou abusivas.
 
Pelo segundo ano consecutivo o grupo Vivo/Telefônica ocupa o segundo lugar no Ranking Estadual. No entanto, houve uma redução de 44,16% no seu total de reclamações: 2.279 registros em 2018 e, 4.081 em 2017. O índice de reclamações não solucionadas também melhorou, passando de 44% em 2017 para 35% em 2018.
 
O terceiro lugar, com 2.264 registros, ficou com o grupo Pão de Açúcar/Extra/ pontofrio.com/casasbahia.com/Casas Bahia/Ponto Frio que, apesar de ter melhorado sua posição em relação a 2017, onde foi 1º (4.722 reclamações), apresentou uma piora no índice de solução das demandas, caindo de 77% para 64%.
 
Baixas soluções
 
Levando em consideração os dez primeiros colocados no Ranking Geral, as Lojas KD (LKD Comércio Eletrônico S/A) e aEletropaulo / Enel despontaram como as empresas com os maiores percentuais de reclamações não atendidas, 77%.
 
As Lojas KD de um total de 1.317 reclamações atendeu apenas 298. Em 2017 ela sequer aparecia entre as 100 empresas mais reclamadas, com apenas 19 registros. A maioria das reclamações foi referente a problemas de não entrega dos produtos adquiridos ou não devolução dos valores pagos em caso de cancelamento da compra. Em maio/18 ela entrou com pedido de recuperação judicial, o que acabou agravando a situação dos consumidores.
 
O ranking é um recorte do Cadastro Estadual de Reclamações Fundamentadas que atende ao disposto no artigo 44 da Lei 8078/90 (Código de Defesa do Consumidor). Veja o cadastro completo aqui.
 
Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação

Atenção Consumidor

Novos Atendimentos:
– Para cadastrar novas Consultas ou Reclamações, clique aqui.

Acompanhar Atendimentos:
– Para acompanhar Atendimentos dos Fornecedores Comgás, Samsung, Via Varejo e Vivo cadastrados a partir de 03.05.2021, clique aqui
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados até 03.07.2021, clique aqui.
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados a partir de 04.07.2021, clique aqui