notícias & releases

Material escolar

Pesquisa aponta diferença de até 192%

Publicado em 21 de janeiro de 2015

Para oferecer uma referência ao consumidor, o Procon estadual de São Paulo fez um levantamento dos preços de materiais escolares. A coleta, realizada entre os dias 5 e 7 de janeiro, envolveu 222 itens de diferentes marcas e modelos.

Ao todo, foram visitados dez estabelecimentos comerciais distribuídos pelas cinco regiões do município de São Paulo. Do total de produtos pesquisados, 36% apresentaram diferença de preço abaixo de 50%, 47% tiveram diferença de preço entre 50% e 100% e 17% variaram acima de 100%. A maior diferença encontrada foi de 192,31%, na régua plástica, 30 cm, Colors, da marca Acrimet.

A loja Japuíba, na zona norte, apresentou a maior quantidade de produtos com preços menores: 81 itens entre os 155 pesquisados que estavam disponíveis.
Confira a pesquisa completa aqui.

De acordo com a Lei nº 12.886 de 26/11/2013, não pode ser incluso na lista, materiais de uso coletivo ou taxas para suprir despesas com água, luz e telefone. A escola também não pode exigir que os pais comprem o material no próprio estabelecimento nem determinar marcas e locais de compra. Veja mais detalhes na cartilha da Fundação Procon-SP, disponível no site.

O Procon-SP orienta que o consumidor sempre pesquise antes de comprar, considerando, além do preço, as vantagens entre as marca e modelos disponíveis no mercado.

Interior

Os Núcleos Regionais da Fundação Procon-SP também realizaram a pesquisa nas cidades de Bauru, Campinas, Jundiaí, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e na Baixada Santista.

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação