notícias & releases

Venda de repelentes

Fundação faz operação para monitorar aumento de preço

Publicado em 20 de janeiro de 2016

Durante o mês de janeiro especialistas da Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, percorreram diversas farmácias e drogarias na capital e coletaram preços das principais marcas de repelentes do mercado. As cinco grandes redes que atuam em São Paulo foram notificadas à apresentar os preços praticados durante os meses de novembro e dezembro de 2015. Como em sua defesa as redes afirmaram que repassaram aumentos, o Procon solicitou as notas fiscais de compra da indústria para verificar qual índice de reajuste foi aplicado.

Após análise da diretoria de fiscalização do Procon-SP, se ficar comprovado que houve abusos nos aumentos de preços nos últimos três meses, período de agravamento do surto de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, as empresas serão autuadas. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, artigo 39 incisos V e X, é vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços e exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva.

O Procon-SP solicita aos consumidores que enviem suas reclamações via redes sociais com foto dos preços de repelentes, seja nas prateleiras ou de notas fiscais das farmácias / supermercados, que aumentaram os preços abusivamente. As mensagens devem indicar nome do estabelecimento; endereço completo, incluindo bairro e cidade, e, quando possível, valores praticados antes dos aumentos.

Canais de atendimento:

www.procon.sp.gov.br
www.facebook.com/proconsp
twitter.com/@proconspoficial
http://educaproconsp.blogspot.com.br

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação

Atenção Consumidor

Novos Atendimentos:
– Para cadastrar novas Consultas ou Reclamações, clique aqui.

Acompanhar Atendimentos:
– Para acompanhar Atendimentos dos Fornecedores Comgás, Samsung, Via Varejo e Vivo cadastrados a partir de 03.05.2021, clique aqui
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados até 03.07.2021, clique aqui.
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados a partir de 04.07.2021, clique aqui