notícias & releases

<?php the_title( '

', '

' ); ?>

Procon-SP assina manifesto contrário à criação de “planos de saúde acessíveis”

Publicado em

A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, assinou hoje (07/4) manifesto que critica e alerta os cidadãos sobre os riscos da nova modalidade de atendimento suplementar, proposta pelo Ministério da Saúde que está sendo avaliada pela Agência Nacional de Saúde (ANS).



Presente à cerimônia realizada na sede do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, o diretor executivo do Procon-SP – Paulo Miguel – destacou que a proposta não alivia o peso dos SUS nas contas do governo e, pior, coloca o consumidor numa situação ainda mais frágil. “O cidadão não tem como avaliar o tipo de plano adequado ao seu perfil de uso e necessidade e, quando precisar de assistência, acabará descobrindo no pior momento que não terá o direito de escolher o especialista desejado e, nos casos mais complexos, ainda arcará com os custos do tratamento. Isso poderá contribuir para o agravamento do estado de saúde do consumidor”.

Os reajustes abusivos e a falta de informações mais precisas e claras são outras preocupações do Procon-SP que, no momento, ao lado de outras entidades, tenta evitar que a ideia prospere.

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação