notícias & releases

<?php the_title( '

', '

' ); ?>

Taxas continuam em alta em agosto, revela pesquisa do Procon-SP

Publicado em

A pesquisa de taxas de juros realizada pelo Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, em 3 de agosto, aponta que no empréstimo pessoal, das sete instituições financeiras que fazem parte da amostra realizada, seis mantiveram a mesma taxa, apenas o Banco do Brasil elevou o percentual cobrado dos clientes, 5,46% para 5,50% a.m.. Já no cheque especial a taxa média aumentou de 11,49 a.m. para 11,67%. Veja abaixo o detalhamento do aumento das taxas.

Empréstimo Pessoal

A taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,23% a.m., mesmo percentual do mês anterior, em função do arredondamento de casas decimais. A taxa média de julho/15 foi de 6,226% a.m. e, neste mês, foi de 6,231% a.m., devido à alta do Banco do Brasil, que elevou a taxa de empréstimo pessoal de 5,46% para 5,50% a.m., acréscimo de 0,04 ponto percentual, representando uma variação positiva de 0,73% em relação à taxa de julho/15.

Cheque Especial

A taxa média dos bancos pesquisados foi de 11,67% a.m., superior à do mês anterior que foi de 11,49% a.m., representando um acréscimo de 0,18 ponto percentual. O Bradesco alterou de 11,26% para 11,30% a.m., a Caixa Econômica Federal alterou de 9,99% para 10,35% a.m., o Itaú alterou de 11,29% para 11,63% a.m., e o Santander alterou de 13,74% para 14,24% a.m.. Os demais bancos mantiveram sua taxa.

Confira aqui a pesquisa completa.

O Procon-SP orienta que o consumidor deve mais do que nunca conhecer bem as diversas linhas de crédito e avaliar se realmente terá condições de pagar o empréstimo. E a contratação de empréstimos deve ser feita apenas em caso de extrema necessidade para evitar o endividamento.


Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação