notícias & releases

<?php the_title( '

', '

' ); ?>

Pesquisa do Procon-SP constata que, em junho, as taxas de juros continuam em alta

Publicado em

Pesquisa de taxas de juros realizada pelo Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, em 1º de junho, aponta que, das sete instituições financeiras que fazem parte da amostra, três elevaram suas taxas no cheque especial. No empréstimo pessoal, um banco elevou e outro reduziu a taxa.

Cheque Especial – a taxa média dos bancos pesquisados foi de 11,16% a.m., superior à do mês anterior que foi de 11% a.m., representando um acréscimo de 0,16 ponto percentual.

A maior alta verificada foi na Caixa Econômica Federal que alterou de 8,65% para 9,52% a.m., o que significa uma variação positiva de 10,06% em relação à taxa de maio. As outras altas foram encontradas no Bradesco que registrou variação positiva de 1,60% em relação ao mês anterior e, o HSBC, 0,32%.

Empréstimo Pessoal – a taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,15% a.m., superior à do mês anterior que foi de 6,10% a.m., representando um acréscimo de 0,05 ponto percentual.

Nesta linha de crédito, a única alta verificada foi promovida pelo Santander, que elevou 7,49% para 7,99% a.m., o que significa uma variação positiva de 6,68% em relação a maio. A queda constatada foi encontrada na Caixa Econômica Federal que registrou variação negativa de 2,95%. Os demais bancos mantiveram suas taxas.

Confira a pesquisa completa aqui

O Procon-SP orienta que o consumidor planeje seu orçamento e não contrate empréstimos sem a necessária cautela. E, antes de qualquer contratação, deve estar ciente do custo total da operação e da sua capacidade de pagamento. É importante conhecer as várias modalidades de crédito oferecidas no mercado financeiro para poder optar por aquela que oferece a melhor condição.

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação