notícias & releases

<?php the_title( '

', '

' ); ?>

Pesquisa do Procon-SP revela que taxas de juros continuam em alta

Publicado em

Segundo pesquisa de taxas de juros realizada pelo Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, em 2 de setembro, aponta que, das sete instituições financeiras que fazem parte da amostra, três deles elevaram suas taxas no cheque especial e uma no empréstimo pessoal.

Cheque Especial – a taxa média dos bancos pesquisados foi de 11,90% a.m., superior à do mês anterior que foi de 11,67% a.m., representando um acréscimo de 0,23 ponto percentual.

A maior alta verificada foi no Banco do Brasil que alterou de 10,53% para 11,38% a.m., o que significa uma variação positiva de 8,07% em relação à taxa de junho. As outras altas foram encontradas no HSBC que registrou variação positiva de 3,48% em relação ao mês anterior e o Bradesco, variação de 3,01%.

Empréstimo Pessoal – a taxa média dos bancos pesquisados foi de 6,26% a.m., superior à do mês anterior que foi de 6,23% a.m., representando um acréscimo de 0,03 ponto percentual.

Nesta linha de crédito, A única alteração foi promovida pela Caixa Econômica Federal, que elevou a taxa de empréstimo pessoal de 4,60% para 4,80% a.m., o que significa uma variação positiva de 4,35% em relação à taxa de agosto de 2015.

Os demais bancos mantiveram suas taxas.

Confira a pesquisa completa aqui.

Os juros estão muito elevados e não há perspectiva de redução. Diante deste cenário, o Procon-SP orienta para que o consumidor fique atento e não ceda aos impulsos, principalmente diante das facilidades oferecidas pelos bancos, como créditos pré-aprovados e aumentos do limite de cheque especial, e adie certas decisões de consumo que impliquem em aquisição de crédito para um momento de conjuntura mais favorável.

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação