notícias & releases

<?php the_title( '

', '

' ); ?>

Publicado em

Os projetos desenvolvidos pelos Procons, a importância da troca de experiências e a necessidade de esclarecimentos sobre as práticas adotadas nas relações com o consumidor, em especial nos casos de e-commerce, foram alguns dos temas da reunião realizada em Manaus na última semana.

A Fundação Procon-SP foi convidada para o evento e representada pelo seu diretor-executivo, Paulo Miguel. A experiência da fundação no atendimento do consumidor, projetos na área de educação e fiscalização foram alguns dos temas abordados pelo diretor.

A realidade das regiões não é igual, mas os problemas são muito parecidos. Na sexta-feira, por exemplo, foi aberto espaço para o Magazine Luiza. Embora não tenha loja física na região, a empresa tem sido alvo de inúmeras queixas na área de comércio eletrônico que a levou a firmar um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) e a adotar uma série de medidas para garantir o que prega o CDC.

A proposta do projeto “Procon Mirim”, desenvolvido pelo PROCON-AM, chamou atenção do diretor Paulo Miguel. Levado inicialmente às escolas particulares, já começa a ser adotado também nas públicas com o apoio de cartilhas e revistas direcionada ao direito do consumidor feita pela editora Coquetel (da revista de passatempos). Para o diretor executivo da Fundação Procon-SP esses encontros são extremamente benéficos para o fortalecimento da rede de defesa do consumidor em todo o País.