notícias & releases

Cesta básica

Procon-SP constata alta de 0,03% na cesta básica paulistana

Publicado em 17 de novembro de 2016

O grupo de Limpeza foi o que mais colaborou para a alta

 
O valor da cesta básica no município de São Paulo registrou alta de 0,03%, no período de 11 a 17 de novembro, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, em convênio com o Dieese. O preço médio, que no dia 10 de novembro era R$ 669,10 passou para R$ 669,28 em 17 de novembro.
 
Veja aqui a pesquisa completa.
 
Por grupo, foram constatadas as seguintes variações:
 
Alimentação = -0,32%
Limpeza = 4,37%
Higiene Pessoal = 0,73%
 
A variação no mês de novembro/2016 ficou em -0,27% (base 31/10/16).
 
No período de 11/11/16 a 17/11/16, os produtos que mais subiram foram:
 
Sabão em pó (kg)
10,56%
Cebola (kg)
9,00%
Café em Pó (500g)
3,42%
Biscoito maisena (pacote 200g)
3,21%
Carne de segunda sem osso (kg)      
1,96%
 
As maiores quedas foram:
 
Batata (kg)
– 5,56%
Leite em pó integral (400g)
– 4,66%
Margarina (250g)
– 3,70%
Extrato de tomate (340/350g)      
– 3,55%
Farinha de trigo (kg)
– 3,19%
 
 
Dos 39 produtos pesquisados, na variação semanal, 16 apresentaram alta, 22 diminuíram de preço e um permaneceu estável. Os produtos que mais pressionaram a alta no período, considerando os respectivos pesos na cesta, foram, nesta ordem:
 
Sabão em pó (kg)
0,23%
Carne de segunda sem osso (kg)      
0,14%
Carne de primeira (kg)
0,13%
Café em Pó (500g)
0,11%
Cebola (kg)
0,05%
 
 
Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação

Atenção Consumidor

Novos Atendimentos:
– Para cadastrar novas Consultas ou Reclamações, clique aqui.

Acompanhar Atendimentos:
– Para acompanhar Atendimentos dos Fornecedores Comgás, Samsung, Via Varejo e Vivo cadastrados a partir de 03.05.2021, clique aqui
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados até 03.07.2021, clique aqui.
– Para acompanhar Atendimentos cadastrados a partir de 04.07.2021, clique aqui