Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Juros Bancários

9/4/2008

Pesquisa do Procon-SP constata alta na taxa média

A Fundação Procon-SP realizou em dez instituições financeiras, no dia  2 de abril, pesquisa de taxas de juros de empréstimo pessoal e cheque especial para pessoa física. Os bancos pesquisados foram Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.
 
A pesquisa constatou aumento das taxas médias nas duas modalidades. No caso do empréstimo pessoal, as variações positivas já vêm ocorrendo desde o início do ano e a taxa média está, aos poucos, se aproximando da taxa média de outubro de 2003 (5,54%a.m.). No cheque especial, observou-se um salto significativo da taxa média, impulsionada pela variação de 2,5 pontos percentuais promovida por uma instituição da amostra. O acréscimo registrado, neste mês, coloca a taxa média do cheque especial como a maior auferida desde setembro/2003 (quando registrava 8,5%).
 
Empréstimo Pessoal - a taxa média dos bancos pesquisados foi de 5,53% a.m., superior à do mês anterior, que foi de 5,51% a.m., significando um acréscimo de 0,02 ponto percentual.
As altas verificadas nas taxas de empréstimo pessoal foram:

Bradesco – alterou de 5,47% para 5,67% a.m., o que significa um acréscimo de 0,20 ponto percentual, representando uma variação positiva de 3,66% em relação à taxa de março/08;

HSBC – alterou de 4,64% para 4,69% a.m., o que significa um acréscimo de 0,05 ponto percentual, representando uma variação positiva de 1,08% em relação à taxa de março/08.
 
Os demais bancos mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal.
 
Cheque Especial - a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,49% a.m., superior à do mês anterior, que foi de 8,20% a.m., significando um acréscimo de 0,29 ponto percentual.
As altas verificadas nas taxas de cheque especial foram:

Safra – alterou de 9,29% para 11,79% a.m., o que significa um acréscimo de 2,50 ponto percentual, representando uma variação positiva de 26,91% em relação à taxa de março/08;

Bradesco – alterou de 7,89% para 8,19% a.m., o que significa um acréscimo de 0,30 ponto percentual, representando uma variação positiva de 3,80% em relação à taxa de março/08;

Banco do Brasil – alterou de 7,52% para 7,56% a.m., o que significa um acréscimo de 0,04 ponto percentual, representando uma variação positiva de 0,53% em relação à taxa de março/08.
 
Os demais bancos mantiveram suas taxas de cheque especial.
 
Considerando que existe a possibilidade de variação da taxa do empréstimo pessoal em função do prazo do contrato, foi estipulado o período de 12 meses, já que todos os bancos pesquisados trabalham com este prazo. Vale lembrar, também, que os dados coletados referem-se a taxas máximas pré-fixadas para clientes não preferenciais, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias.

Na reunião de março do Comitê de Política Monetária do Banco Central, a taxa Selic foi mantida em 11,25% ao ano. O consumidor deve continuar atento, já que agora já pode contar com uma importante ferramenta para auxiliá-lo na hora de tomar um empréstimo ou fazer uma compra a prazo. Trata-se do Custo Efetivo Total (CET), que deve englobar todos os custos envolvidos na contratação. O Procon-SP disponibiliza em seu site ( www.procon.sp.gov.br) um programa que permite ao consumidor elaborar o cálculo do CET.
                                                           
Juros Bancários - Abril 2008
 
(Informações sobre fomato PDF)
09/04/2008
Assessoria de Imprensa 
 Procon-SP


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados