Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Pílula de farinha

24/3/2008

Procon - SP obtem vitória em ação contra Schering

O Laboratório Schering do Brasil foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça a pagar indenização de R$ 1 milhão a título de danos morais em ação que o Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, ajuizou no ano de 1998. O valor será revertido às vítimas das pílulas de farinha, em análise individual feita pelo poder judiciário. A decisão alcança interesses individuais homogêneos, isto é, indenização para as pessoas que consumiram a pílula sem o princípio ativo.
 
As vítimas do anticoncepcional "Microvlar" podem habilitar-se na ação civil pública ou promover a execução da ação no foro dos seus domicílios, conforme artigo 98 do Código de Defesa do Consumidor. Só terão direito a execução dos valores os que puderem comprovar o consumo da pílula sem princípio ativo, por meio de receita médica, declaração médica, cartela da pílula, depoimento pessoal, testemunhas, dentre outros meios de prova.
 
A decisão vale para o território nacional, tendo preferência o crédito individual. Não havendo habilitação das vítimas em número compatível com o dano, será promovida a execução coletiva com a destinação do valor ao Fundo de Direitos Difusos, nos termos do art. 100 do Código de Defesa do Consumidor. Leia mais em www.stj.gov.br
 
24/03/08
Assessoria de Imprensa / Procon-SP


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados