Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Juros Bancários

10/8/2007

Pesquisa do Procon - SP constata pequena queda nas taxas de empréstimo pessoal e cheque especial.

A Fundação Procon-SP realizou em dez instituições financeiras, no dia 2 de agosto, pesquisa de taxas de juros de empréstimo pessoal e cheque especial para pessoa física. Os bancos pesquisados foram HSBC, Santander Banespa, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Itaú, Safra, Nossa Caixa, Real e Unibanco.
 
As taxas médias do Empréstimo Pessoal e do Cheque Especial continuam em queda. A tendência decrescente se mantém, ainda que com variações menores em relação ao mês passado. Apenas três instituições reduziram a taxa do empréstimo pessoal de julho para agosto. No caso do cheque especial, apenas dois bancos revisaram suas taxas no mesmo período. É importante destacar que em julho o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic de 12,00% para 11,50% ao ano. Essa foi a 17ª redução seguida na taxa básica.
 
A Fundação Procon-SP recomenda que o consumidor continue planejamento seu orçamento, sempre comparando taxas e evitando situações que o possam levar à inadimplência.   
     
Empréstimo Pessoal - a taxa média dos bancos pesquisados foi de 5,27% a.m., inferior à do mês anterior, que foi de 5,29% a.m., significando um decréscimo de 0,02 ponto percentual. As quedas verificadas nas taxas de empréstimo pessoal foram:
 
Caixa Econômica Federal – alterou de 4,68% para 4,49% a.m., o que significa um decréscimo de 0,19 ponto percentual, representando uma variação negativa de 4,06% em relação à taxa de julho/07;

Bradesco – alterou de 5,51% para 5,47% a.m., o que significa um decréscimo de 0,04 ponto percentual, representando uma variação negativa de 0,73% em relação à taxa de julho/07;

Itaú – alterou de 5,95% para 5,92% a.m., o que significa um decréscimo de 0,03 ponto percentual, representando uma variação negativa de 0,50% em relação à taxa de julho/07. Os demais bancos mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal.
 
Cheque Especial - a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,22% a.m., inferior à do mês anterior que foi de 8,23% a.m., significando um decréscimo de 0,01 ponto percentual. As quedas verificadas nas taxas de cheque especial foram:
 
Banco do Brasil – alterou de 7,60% para 7,56% a.m., o que significa um decréscimo de 0,04 ponto percentual, representando uma variação negativa de 0,53% em relação à taxa de julho/07;

Bradesco – alterou de 7,95% para 7,91% a.m., o que significa um decréscimo de 0,04 ponto percentual, representando uma variação negativa de 0,50% em relação à taxa de julho/07. Os demais bancos mantiveram suas taxas de cheque especial.
 
Considerando que existe a possibilidade de variação da taxa do empréstimo pessoal em função do prazo do contrato, foi estipulado o período de 12 meses, já que todos os bancos pesquisados trabalham com este prazo. Vale lembrar, também, que os dados coletados referem-se a taxas máximas pré-fixadas para clientes não preferenciais, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias.  
          
Taxa de Juros - Agosto/2007
 
(Informações sobre fomato PDF)
10/8/07
Assessoria de imprensa/Procon-SP
Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados