Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Posse do novo direitor

7/2/2007

"Ampliação do atendimento por telefone e internet será uma das prioridades do Procon", disse Pfeiffer

Privilegiar soluções coletivas os consumidores, priorizar os mecanismos de mediação e conciliação coletiva e aperfeiçoar o atendimento individual dos consumidores, ampliando o atendimento por telefone (o 151) e via internet, são três exemplos dos desafios e metas do novo diretor-executivo da Fundação Procon-SP, Roberto Pfeiffer.
 
Durante a cerimônia de posse realizada nesta quarta-feira, 7 de fevereiro, Pfeiffer comparou a história do Procon-SP com a própria história da proteção do consumidor no Brasil e a colaboração ativa da Fundação para a constitucionalização da proteção do consumidor e a criação do Código de Defesa do Consumidor (CDC). "Seu reconhecimento pela sociedade fez da sigla PROCON uma marca que é sinônimo de proteção ao consumidor e que foi exportada para outros Estados e Municípios.
 
"A sua história de sucesso deve-se a diversos fatores, cumprindo destacar dois. Em primeiro lugar o seu fantástico "DNA", ou seja, foi criado e consolidado a partir do esforço de um significativo grupo de pessoas talentosas e apaixonadas, que institucionalizaram a defesa do consumidor no Estado de São Paulo. Em segundo lugar em razão de possuir um corpo técnico caracterizado pela qualificação técnica, empenho e identificação, que constituem a verdadeira alma da Fundação", declarou Pfeiffer.
 
No que diz respeito a temas, o novo diretor-executivo elencou quatro linhas de atuação estratégicas: 1) a adaptação de práticas, de contratos e da publicidade dos bancos aos preceitos do CDC, com a intensificação de medidas preventivas e de fiscalização; 2) os serviços telefônicos, seja por serem os campeões de reclamação, seja porque deverá haver várias mudanças importantes que demandam orientação aos consumidores (p. ex. a mudança de cobrança de pulso para minuto); 3) consumo sustentável; e 4) a questão da aviação civil.
 
Outro compromisso da nova gestão é com a consolidação do Sistema Estadual de Defesa do Consumidor e com o Sistema Nacional de Defesa do Consumidor. "O re-ingresso do Procon ao SINDEC será um símbolo do reforço da liderança de São Paulo na sua contribuição ao SNDC", concluiu.
 
Também participaram da cerimônia o secretário de Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, o Ministro do STJ António Herman Benjamin, a Defensora Pública Geral do Estado de SP, Cristina Guelfi Gonçalves, o diretor do DPDC, Ricardo Morishita Wada, entre outras autoridades.
 
07/02/2007
Assessoria de Imprensa/ Procon-SP
Secretaria Justiça e da Defesa da Cidadania


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados