Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Pesquisa juros

13/1/2014

Taxa média de cheque especial e empréstimo pessoal tiveram alta

Pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, em 3 de janeiro, constatou que as taxas médias das duas modalidades de crédito pesquisadas voltaram a apresentar alta acompanhando o movimento de elevação da taxa Selic. Das sete instituições da amostra, três elevaram suas taxas de empréstimo pessoal e duas elevaram suas taxas de cheque especial. Veja aqui a pesquisa completa.
 
No empréstimo Pessoal a taxa média dos bancos pesquisados foi de 5,40% a.m., superior à do mês anterior, que foi de 5,30% a.m., significando um acréscimo de 0,10 ponto percentual. A maior alta verificada foi no Santander, que alterou de 5,99% para 6,49% a.m., o que significa um acréscimo de 0,50 ponto percentual, representando uma variação positiva de 8,35% em relação ao mês passado.
 
No cheque especial a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,48% a.m., superior à do mês anterior, que foi de 8,33% a.m., representando um acréscimo de 0,15 ponto percentual. A maior alta verificada foi na Caixa Econômica Federal, que alterou de 4,41% para 4,95% a.m., uma variação positiva de 12,24% em relação ao mês passado. Mesmo com o aumento a CEF continua com a menor taxa entre os bancos pesquisados.
 
Em um mês que tradicionalmente existem gastos extras como pagamentos de impostos (IPTU, IPVA) e compra de material escolar, o consumidor deve tomar alguns cuidados ao contratar um empréstimo: analisar a real necessidade de crédito, antes de comprometer seu orçamento; utilizar o cheque especial somente em situações emergenciais e de curto prazo; pesquisar linhas de crédito mais baratas; evitar empréstimos de longo prazo que embutem custos maiores e, finalmente, não assinar nenhum contrato sem antes estar ciente de todos os custos envolvidos na contratação.
 
O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação, pode procurar o Procon de sua cidade ou um dos canais de atendimento da Fundação:
 
Orientações: 151 (Só para a capital).
 
Pessoalmente: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento e distribuição de senha. Telefone: 0800-772-3633.
 
- Praça do Carmo, S/N, Centro.
 
Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio).
 
Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô).
 
Nos postos dos Centros de Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste, São Luiz e Feitiço da Vila, de segunda a quinta-feira, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às quartas-feiras, das 9h às 15h.
 
Fax: (11) 3824-0717.
 
Cartas: Caixa Postal 1151, CEP 01031-970, São Paulo-SP.
 
Atendimento eletrônico: No caso problemas com compras feitas pela internet, a reclamação pode ser registrada diretamente no site do Procon-SP pelo endereço: http://www.procon.sp.gov.br/atendimento_texto.asp . O endereço eletrônico também está aberto para orientação sobre qualquer outro problema de consumo.
 
Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.
 
Informações sobre o trabalho do Procon-SP no site: www.procon.sp.gov.br
 
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/proconsp
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/@proconspoficial
Dicas e orientações sobre defesa do consumidor no blog http://educaproconsp.blogspot.com.br
 
13/1/2014
Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados