Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Claro indeniza clientes

15/8/2013

Após a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, notificar a Claro para prestar esclarecimentos sobre as falhas na rede de telefonia móvel na região da Baixada Santista e Vale do Ribeira, a empresa comprometeu-se a compensar seus clientes.
 
A operadora informou que a base de clientes atingidos pelo evento, ocorrido entre os dias 08 e 09 de julho, foi de aproximadamente 379.071 clientes. Desse modo, após esclarecimentos apresentados ao Procon-SP, a Claro detalhou as medidas compensatórias que serão concedias aos consumidores prejudicados:
 
Clientes Banda Larga Pré-Pago e Voz Pré-Pago
 
Será postergada em um dia completo a validade dos créditos (30% a mais do que o período de indisponibilidade). Também será concedido um “Bônus Especial de Recarga” no valor de R$ 12,00 intrarede, válido por até 10 dias. Com este valor, os consumidores conseguirão realizar em média 57 chamadas intrarede, considerando o custo médio de R$ 0,21 por ligação. A Claro ainda esclareceu que, se considerar apenas o crédito adicional de R$ 12,00 reais para cada consumidor, o valor da compensação soma R$ 3.556.872,00.
 
Clientes Controle, Pós-Pago/Banda Larga Pós-Paga/PME/GE
 
Será creditado o valor correspondente ao período de 24 horas sobre a franquia contratada na conta subseqüente dos consumidores afetados. Da mesma forma, a compensação soma aproximadamente R$ 110.372,09, considerando o valor médio dos planos dos clientes atingidos.
 
Direitos do consumidor
 
A partir de 30 minutos de interrupção do serviço, o consumidor tem o direito ao abatimento proporcional do valor da assinatura (1 dia de interrupção = 1 dia de desconto). Se o problema atingir, no mínimo 10% da base de clientes, a operadora (de telefonia fixa ou móvel) deve fazer ampla divulgação sobre o ocorrido.
 
Caso o abatimento não seja concedido, procure um órgão de defesa do consumidor ou a Anatel e registre uma reclamação.
 
O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação, pode procurar o Procon de sua cidade ou um dos canais de atendimento da Fundação:
 
Orientações: 151 (Só para a capital).
 
Pessoalmente: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento e distribuição de senha. Telefone: 0800-772-3633.
 
- Praça do Carmo, S/N, Centro.
 
Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio).
 
Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô).
 
Nos postos dos Centros de Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste, São Luiz e Feitiço da Vila, de segunda a quinta-feira, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às segundas-feiras, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às segundas-feiras, das 9h às 15h.
 
Fax: (11) 3824-0717.
 
Cartas: Caixa Postal 1151, CEP 01031-970, São Paulo-SP.
 
Atendimento eletrônico: No caso problemas com compras feitas pela internet, a reclamação pode ser registrada diretamente no site do Procon-SP pelo endereço: http://www.procon.sp.gov.br/atendimento_texto.asp . O endereço eletrônico também está aberto para orientação sobre qualquer outro problema de consumo.
 
Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.
 
Informações sobre o trabalho do Procon-SP no site: www.procon.sp.gov.br
 
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/proconsp
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/@proconspoficial
Dicas e orientações sobre defesa do consumidor no blog http://educaproconsp.blogspot.com.br
 
15/8/13
Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados