Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Recall de caminhões Cargo

28/3/2013

 
Ford comunica recall de caminhões Cargo
por problema na embreagem.

Procon-SP orienta sobre os direitos do consumidor.

A Ford Motor Company Brasil Ltda. convocou, nesta quinta-feira (29/3), os proprietários dos caminhões Cargo 2622 e 2628, modelo 2012, e 2623 e 2629, modelo 2013, produzidos de 6 de outubro de 2010 até 30 de agosto de 2012, com finais de chassis abaixo relacionados, a comparecerem a um distribuidor da marca para substituição da carcaça da embreagem.

Cargo 2622 chassis (8 últimos dígitos) de BBS69471 até CBS99864
Cargo 2628 chassis (8 últimos dígitos) de BBS67013 até CBS99225
Cargo 2623 chassis (8 últimos dígitos) de CBS00596 até DBS23873
Cargo 2629 chassis (8 últimos dígitos) de CBS00599 até DBS24844

No comunicado a empresa informa ter constatado a possibilidade da carcaça da embreagem trincar gradativamente até atingir o alojamento do servo-atuador da embreagem e afetar o seu funcionamento. Nestas condições, poderá ocorrer dificuldade e/ou impossibilidade de troca de marchas e consequente perda da tração do conjunto motriz, com risco de acidentes e possíveis danos físicos aos ocupantes do veículo e terceiros.

A Ford disponibiliza o telefone 0800 703 3673 para mais informações e, também para verificar se a unidade está envolvida neste chamamento (pode haver variações no sequenciamento da produção).
Atenção! O recall envolve os modelos adquiridos da concessionária ou de pessoa física e não prazo limite para atendimento à campanha. Se o consumidor tiver qualquer dificuldade para efetuar o reparo/substituição, deve procurar um órgão de defesa do consumidor.
O Procon-SP orienta os consumidores sobre seus direitos e acompanha atentamente convocações desse tipo, como procedimento incorporado à sua dinâmica de trabalho. A empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.
O que diz a lei
O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 10, estabelece que:O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança.
§ O fornecedor de produtos e serviços que, posteriormente à sua introdução no mercado de consumo, tiver conhecimento da periculosidade que apresentem, deverá comunicar o fato imediatamente às autoridades competentes e aos consumidores, mediante anúncios publicitários".
Outra questão importante, que deve ser observada pelos consumidores, refere-se à exigência do comprovante de que o serviço foi efetuado, documento que para sua segurança deverá ser conservado e repassado adiante, em caso de venda. Caso tenha sido comercializado mais de uma vez, o atual proprietário terá o mesmo direito ao reparo gratuito.
Conforme determina a Portaria Conjunta 69 de 15/12/2010, da Secretaria de Direito Econômico e do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito, o veículo que não for reparado/inspecionado em até 12 meses, após o início da campanha de recall, terá a informação lançada no campo 'observações' do próximo CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) emitido pela autoridade de trânsito.
Os consumidores que passaram por algum acidente causado pelo defeito apontado poderão solicitar, por meio do Judiciário, reparação por danos morais e patrimoniais, eventualmente sofridos.
Caso o consumidor encontre dificuldade em efetuar os devidos reparos (falta de peças, demora na conclusão dos serviços, etc.) poderá procurar a Fundação Procon-SP nos canais de atendimento:
Orientações - 151 (Só para a capital)
Pessoalmente - de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento no local. Telefone 0800-772-3633.
- Praça do Carmo, S/N, Centro.
Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio).
Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô).
Nos postos dos Centros de Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste, São Luiz, Imigrantes e Feitiço da Vila, de segunda à quinta-feira, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às segundas, das 9h às 15h.
Fax - (11) 3824-0717.
Cartas- Caixa Postal 1151, CEP 01031-970, São Paulo-SP.
No caso problemas com compras feitas pela internet, a reclamação pode ser registrada diretamente no site do Procon-SP pelo endereço : http://www.procon.sp.gov.br/atendimento_texto.asp . O endereço eletrônico também está aberto para orientação sobre qualquer outro problema de consumo.
Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/proconsp.
Dicas de consumo e outras orientações no blog http://educaproconsp.blogspot.com/.
28/3/2013

Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados