Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Material de construção

23/8/2012

Compra de material de construção requer pesquisa e cuidados

Construir ou reformar a casa requer tempo, paciência e gera muitos gastos (além de muita sujeira). A compra do material de construção e a contratação de profissionais para realizar o serviço requer alguns cuidados e muita atenção. Confira as dicas da Fundação Procon-SP:

Financiamento

É importante que o consumidor pesquise em várias instituições financeiras e não ceda à primeira opção que aparecer. Estude bem os pacotes dos bancos antes de assinar um contrato.

Há também os microcréditos oferecidos nas lojas de materiais de construção. Independentemente da opção, a oferta de crédito deve assegurar informações claras sobre o valor à vista, total a prazo, número de parcelas, taxa de juros aplicada e demais encargos. Se optar pelo financiamento, o Custo Efetivo Total deve ser informado.

Contratação de mão-de-obra

Antes de contratar um profissional ou uma empresa para realizar a obra em sua casa, o consumidor deve buscar referências de pessoas conhecidas que já utilizaram o serviço; e solicitar um orçamento prévio, onde devem constar: o custo do serviço; a quantidade e quais materiais serão utilizado; além do prazo para inicio e término da obra. Lembrando que qualquer alteração no que foi previamente acertado, deve ser negociado entre as partes.

Antes da compra do material, é importante consultar um profissional para obter informações e pesquisar os preços junto às lojas (por meio de cadernos especializados de jornais e revistas, e sites na internet).

Cimento e areia

Antes de comprar, é fundamental verificar o prazo de validade na embalagem do cimento, evitando adquiri-lo com muita antecedência. É comum esse material empedrar ao ficar muito tempo guardado, além de estar sujeito ao comprometimento de sua qualidade, em função de condições desfavoráveis de armazenamento.

A areia pode ser grossa, fina ou misturada e deve ser adquirida de acordo com a necessidade da obra. Há possibilidade de ser vendida em grandes quantidades, por metro cúbico, ou em pequenas embalagens plásticas. Deve-se evitar comprar areia quando ela estiver úmida, pois isso pode alterar a sua quantidade. Verifique também se não há terra ou pó de serragem misturados à areia, o que poderá provocar problemas na obra.

Material hidráulico

Um encanador deve ser consultado para saber quais são os produtos mais adequados para sua casa. Certifique-se de que as conexões adquiridas sejam adequadas às tubulações, para evitar problemas. Atenção para as metragens: algumas lojas fornecem o preço do metro, mas somente comercializam barras inteiras, com 3 ou 5 metros.

É importante guardar as notas fiscais dos produtos, principalmente de torneiras e registro que normalmente não são utilizados posteriormente.

Lajes

As vigas devem ter a identificação e as marcas do fabricante para facilitar a montagem. O consumidor deve solicitar o manual de instruções e observe se as medidas são adequadas para o tipo de construção.

Pisos e azulejos

A metragem da área onde serão aplicados esses produtos deve ser verificada com cuidado. Na embalagem é importante consultar: a metragem; o número do lote; a cor e o tamanho, que devem ser os mesmos em todas as caixas. Por precaução, o consumidor pode comprar um pouco a mais, que servirá de reserva.

Louças e metais

É fundamental checar as instruções de instalação e uso, fique atento às medidas dos produtos, que devem ser compatíveis com as da área onde serão instalados.

Tintas

O consumidor deve observar o tipo de tinta mais adequado para o local onde será aplicada e seu prazo de validade.  

É preciso ter atenção ao código da cor e da tonalidade da tinta, caso haja a necessidade de adquiri-la novamente para futuros reparos.

Lâmpadas lustres e luminárias

As lâmpadas devem conter, no vidro, a indicação da potência, da corrente nominal, além do nome ou logotipo do fabricante.

A voltagem das lâmpadas deve ser compatível com a do local em que serão utilizadas. Cheque com a rede concessionária da região.
 
Lembre-se: as lâmpadas fluorescentes duram mais e economizam energia. São indicadas para áreas de grande circulação, como cozinha, área de serviço, garagem, banheiro, etc.

Entrega do material

Na entrega do material o consumidor deve:
-Conferir todo o material, inclusive quantidades e valores;

- Caso haja irregularidades, não aceitar o produto nem assinar o recibo, e fazer uma observação no verso da nota fiscal e entre em contato com a loja para resolver a questão. Não solucionando o problema, recorrer ao órgão de defesa do consumidor de sua cidade;

- Caso resida em condomínio, verificar as regras para o recebimento de materiais e orientar o fornecedor. Informar-se se a entrega de matérias é feita até a unidade (apartamento/casa) ou apenas até a portaria, isso pode evitar transtornos.

Direitos do Consumidor

As embalagens dos produtos devem assegurar informações corretas e precisas sobre suas características, qualidade, quantidade e prazo de validade, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores;

Se o produto comprado apresentar problemas ou se o conteúdo líquido não estiver de acordo com as indicações constantes da embalagem ou da mensagem publicitária, e não houver uma solução em até trinta dias, o consumidor poderá exigir a substituição do produto, ou a restituição da quantia paga, ou o abatimento proporcional do preço ou a complementação do peso ou da medida;

No caso de venda de produtos fora do estabelecimento comercial  (telefone, internet, etc.), o consumidor pode desistir da compra em um prazo de até sete dias, a contar da data da compra ou do recebimento do produto. O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação, pode procurar o Procon de sua cidade ou um dos canais de atendimento da Fundação:
 
Orientações: 151 (Só para a capital).
 
Pessoalmente: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento e distribuição de senha. Telefone: 0800-772-3633.
 
Sé - Praça do Carmo, S/N, Centro.
 
Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio).
 
Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô).
 
Nos postos dos Centros de Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste, São Luiz e Feitiço da Vila , de segunda à quinta-feira, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às segundas, das 9h às 15h.
 
Fax: (11) 3824-0717.
 
Cartas: Caixa Postal 1151, CEP 01031-970, São Paulo-SP.
 
Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.
 
Informações sobre o trabalho do Procon-SP no site: www.procon.sp.gov.br
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/proconsp.
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/@proconspoficial.
Dicas e orientações sobre defesa do consumidor no blog http://educaproconsp.blogspot.com.
 
23/8/2012
Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados