Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Procon e Defensoria

9/8/2012

Secretária da Justiça e da Defesa da Cidadania, Eloisa de Sousa Arruda; diretor executivo a Fundação Procon-SP, Paulo Arthur Góes, e a defensora pública geral do Estado de São Paulo, Daniela Sollberger Cembraneli, assinaram, nesta terça-feira (7/8), convênio que prevê troca de informações entre as instituições e atendimento ao consumidor carente. O evento foi realizado na sede da Secretaria, no centro da cidade de São Paulo.
 
Veja aqui as fotos.

Segundo Eloisa de Sousa Arruda, a integração das duas instituições vai permitir e facilitar o atendimento do consumidor carente pela Defensoria e também evitar a judicialização de casos mais simples que podem ser resolvidos pelo Procon-SP. "Os dois órgãos se unem para agilização de respostas às demandas do consumidor".

Mais do que medidas judiciais, a secretária lembra, ainda, que a medida também vai de encontro com o trabalho feito pela educação para o consumo. "O consumidor não tem que ser protegido, tem que saber se proteger e isso faz parte da missão dessas duas instituições".

O diretor executivo da Fundação Procon-SP, acredita que a parceria torna mais célere casos coletivos e o atendimento individual com a troca de dados. "Vai ser uma via rápida para o consumidor que não conseguir resolver o problema com o processo administrativo aberto pelo Procon-SP e pode ser encaminhado à Defensoria Pública. E vice-versa, quando um caso mais simples puder ser resolvido com a intermediação do órgão de defesa do consumidor, sem a necessidade da ação judicial".

Para Daniela Cembraneli, "somar esforços e estar alinhada ao Procon-SP é um avanço junto à população carente. É um trabalho que se complementa", explica. A defensora geral do Estado citou que o convênio terá também um olhar especial para o programa de atendimento ao superendividado desenvolvido pelo Procon-SP, fazendo ponte com a instituição financeira para facilitar os acordos.

A primeira atividade prevista no convênio será em 4 de setembro, quando será realizada capacitação para defensores públicos sobre direitos básicos do consumidor e procedimentos administrativos e de fiscalização da Fundação Procon-SP.

O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação, pode procurar o Procon de sua cidade ou um dos canais de atendimento da Fundação:

Orientações: 151 (Só para a capital)

Pessoalmente: de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Sábados, das 7h às 13h, nos postos dos Poupatempo, sujeito a agendamento no local. Telefone: 0800-772-3633.

- Praça do Carmo, S/N, Centro.

Santo Amaro - Rua Amador Bueno, 176/258 - São Paulo - SP (próximo ao Largo Treze de Maio).

Itaquera - Av. do Contorno, S/N, Itaquera (ao lado do metrô).

Nos postos dos Centros de Integração da Cidadania (CIC) Norte, Leste, Oeste, São Luiz e Feitiço da Vila , de segunda à quinta-feira, das 9h às 15h. No CIC Imigrantes o atendimento é às segundas, das 9h às 15h.

Por fax: (11) 3824-0717.

Por cartas: Caixa Postal 1151, CEP 01031-970, São Paulo-SP.

Na Grande São Paulo e interior, o consumidor pode procurar o órgão municipal.

Informações sobre o trabalho do Procon-SP no site: www.procon.sp.gov.br

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/proconsp .
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/@proconspoficial.
Dicas e orientações sobre defesa do consumidor no blog http://educaproconsp.blogspot.com.

9/8/2012
Assessoria de comunicação
Procon-SP


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados