Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania de São Paulo

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Pesquisa sobre Recall

6/5/2011

Pesquisa da Fundação Procon-SP, detecta que a maioria dos consumidores (83%) não sabe de fato o que é recall. As informações foram obtidas pela aplicação de questionário via internet (site da instituição), respondido por 1.846 internautas no período de 1 a 14 de março.
 
Tomando como base a primeira pergunta do questionário, 85% dos internautas declararam saber o que é recall, mas após análise das respostas seguintes a pesquisa apurou que somente 17% das 1.846 pessoas que participaram deste levantamento (305) de fato sabiam o que é o recall.
 
Ainda de acordo com o levantamento, na opinião de 72% dos internautas a divulgação do recall nos meios de comunicação não é suficiente e, 61% deles consideram que as informações constantes no texto do chamamento não são claras. Essa insuficiência e a falta de clareza das informações estão em desacordo com que estabelece a Portaria nº 789 de 24 de agosto de 2001 do Ministério da Justiça que regula a comunicação de “recall” em âmbito Federal.
 
Objetivo da pesquisa
Nos últimos anos, tem aumentado a frequência com que ocorrem campanhas de recall, seja pelo maior nível de conscientização dos fornecedores, seja pela atuação cada vez mais efetiva dos órgãos de defesa do consumidor, responsáveis por sua fiscalização. Mas, e o consumidor? Está devidamente informado sobre o assunto? Qual sua avaliação desse mecanismo de informação?
Partindo da constatação de que a participação do consumidor é fundamental nesse processo a pesquisa foi elaborada com objetivo de captar o nível de informação e a percepção do consumidor frente a questões referentes ao recall. O resultado dessa pesquisa servirá de subsídio para outras ações de orientação e educação.
 
Metodologia
As informações foram obtidas pela aplicação de questionário estruturado, via internet (site da Fundação Procon-SP). O questionário é constituído de questões fechadas, focadas na percepção do consumidor quanto ao significado e características do recall, bem como quanto à divulgação e qualidade das informações.  
 
Ações importantes relacionadas a recall
A Fundação Procon-SP criou em 1998 a Comissão de Estudos Permanentes de Acidentes de Consumo (CEPAC), com o objetivo de discutir as providências que serão tomadas, a partir de problemas pontuais ocorridos com consumidores e que possam refletir problemas coletivos, tanto no aspecto preventivo, como no corretivo.
 
Posteriormente, por iniciativa do Departamento de Proteção de Defesa do Consumidor (DPDC), inspirado na CEPAC, foi criado o Grupo de Estudos Permanentes de Acidentes de Consumo (GEPAC), com vistas à definição e promoção de procedimentos e estratégias de atuação para coibir a comercialização de produtos ou a prestação de serviços com alto grau de nocividade ou periculosidade no mercado pátrio, além da prevenção, detecção, identificação, acompanhamento e repressão dos acidentes de consumo, nos termos da Portaria nº 44/2008 da Secretaria de Direito Econômico, com âmbito nacional. O GEPAC, além do DPDC, congrega representantes do Ministério Público Federal em São Paulo, do Ministério Público Estadual de São Paulo, da Fundação Procon-SP, do Instituto de Defesa do Consumidor – IDEC, do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – INMETRO, entre outros.
 
Em 17 de março entrou em vigor a Portaria Conjunta nº 69 entre Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça, e Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN). O documento define prazos e obrigações das montadoras no processo de comunicação das campanhas de recall para o Sistema de Aviso de Riscos.
 
Dados sobre o não atendimento às campanhas passam a fazer parte do sistema de Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam). Com o novo sistema, consumidores que acessarem o site do Denatran munidos do número de chassi do veículo poderão saber se há algum recall pendente.
 
O endereço para consulta é https://denatran.serpro.gov.br/index2.htm .  A pesquisa vale para campanhas de recall realizadas após o dia 17/03/2011. Chamados que não forem atendidos no período de um ano também passarão a constar no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo.

06/05/2011
Assessoria de Imprensa 
Procon-SP


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados