Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Falta de Energia

25/2/2011

Governo se mobiliza para atendimento especial às vítimas da falta de energia

Considerando que a energia elétrica trata-se de um bem essencial e que a ineficiência do serviço gera uma série de transtornos na rotina do cidadão, a Fundação Procon-SP lança a partir desta quinta-feira, 24, o mutirão de atendimento especial às vítimas do apagão. O consumidor poderá contar com diversos canais de atendimento para registrar as suas reclamações e terá atendimento prioritário (veja as mudanças no quadro abaixo). O mutirão atende todo o Estado. Nos municípios do interior, os consumidores que sofreram danos pela falta de energia deverão acionar exclusivamente o canal eletrônico.

A Secretaria Estadual de Energia vai monitorar durante 24 horas por dia a prestação do serviço no Estado. O órgão também vai disponibilizar e dar publicidade ao telefone 0800 055 5591, da ARSESP (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo) para o recebimento de reclamações. Até a segunda-feira, 28 de fevereiro, a Secretaria deve disponibilizar à população o telefone da ouvidoria do órgão.
 
Após notificações expedidas pelo Procon-SP, nesta quinta-feira, 24,a Eletropaulo apresentou documentos de esclarecimento sobre as sucessivas falhas no sistema de fornecimento de energia ocorridas na capital e região metropolitana de São Paulo ao longo dos últimos meses, incluindo o episódio da última segunda-feira, 21. Os documentos apresentam detalhes sobre: tempo de duração, motivos, número de consumidores afetados, medidas adotadas para solucionar o problema, ressarcimento dos prejuízos causados, entre outros. O Procon-SP decidirá na próxima semana se a concessionária será multada.
 

Mutirão de atendimento especial às vítimas do apagão - O que muda para o consumidor?

 
 Como era feito
  Como será feito
 Atendimento   presencial
 Atendimento eletrônico, Atendimento pelo telefone (151)  e  Atendimento Presencial
 Atendimento sem  prioridade
Atendimento prioritário (como funciona para gestantes,     idosos e portadores deficiência
 O consumidor deveria comunicar o dano à concessionária
 O consumidor pode ir diretamente ao Procon comunicar o dano
 O atendimento se restringia aos danos a equipamentos elétricos e eletrônicos, danificados pela queda de energia
   O Procon acolherá denúncias sobre danos diversos gerado pela falta de energia
 Encaminhamento dos casos individuais
 As reclamações e denúncias poderão subsidiar medidas de caráter coletivo
 
 
Passo a passo

1) O consumidor deve registrar a sua queixa no canal eletrônico exclusivo para as ‘vítimas do apagão’ ( www.procon.sp.gov.br). Se preferir, pode discar o 151 ou dirigir-se a um dos postos de atendimento.
2) As queixas serão encaminhadas imediatamente à concessionária.
3) A concessionária tem o prazo de 15 a 25 dias para prestar esclarecimentos.
4) Após o retorno da concessionária, o Procon-SP fará contato com o consumidor.
5) Para equipamentos eletrônicos e elétricos, o consumidor deverá ser ressarcido no prazo máximo de 45 dias.
6) Para os demais casos, o prazo varia de acordo com o tipo de problema.
7) Caso seja comprovada falha da concessionária em relação ao serviço prestado e assistência aos consumidores, a multa pode chegar a R$ 6 milhões.
 
 
Assessoria de Imprensa/Procon-SP


 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados