Seu navegador não suporta scripts. Por favor, acesse este site utilizando outro navegador de sua preferência.

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Fundação PROCON SP

Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor

Enviar por email Imprimir notícia


Código de Defesa do Consumidor

10/12/2008

Procon - SP e parceiros lançam o CDC em braile e audiolivro

A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e seus órgãos vinculados, a Fundação Procon-SP e o Ipem-SP, realizaram nesta terça-feira, 09 de dezembro, o seminário "As Relações de Consumo e os Direitos da Pessoa com Deficiência". O evento, uma parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, teve como objetivo inaugurar um novo momento na sociedade às pessoas com deficiência e comemorar os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
 
Ao final da mesa de apresentação do seminário, composta de representantes dos órgãos organizadores, foram lançadas as edições em braile e audiolivro do Código de Defesa do Consumidor. No período da tarde foram apresentados dois painéis sobre As Relações de Consumo e os Direitos das Pessoas com Deficiência, com representantes do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), Ipem, Fundação Procon-SP, Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Ministério Público Federal.
 
“É, no mínimo, lamentável que algumas empresas não estejam preparadas para tratar de forma adequada as pessoas com deficiência”, diz Roberto Pfeiffer, diretor-executivo do órgão. De acordo com levantamento da Fundação Procon, apenas 8,57% das empresas pesquisadas informaram terem produtos adaptados para pessoas com deficiência, sendo que algumas afirmaram que, mesmo assim, seus produtos não necessitam de adaptação alguma, limitando as opções de escolha por parte desse público.
"Sem liberdade de escolha, não há liberdade e, muitas vezes, as pessoas com deficiência não têm opções de escolha", afirmou a Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência,  Linamara Rizzo Battistella. Ainda de acordo com ela, "é preciso que se entenda que o que se faz para as pessoas com deficiência, se reflete em toda sociedade". Para completar, a Secretária afirmou que "ao exercerem seus direitos de consumidores, as pessoas com deficiência participam da geração de riquezas do País, exercendo assim seus direitos de cidadãos".
 
10/12/2008
Assessoria de Imprensa
Procon - SP



 
Para orientações e denúncias ligue para 151. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8h às 17h.
Fundação Procon - SP - Todos os direitos reservados